Artigos

Depressão e Trauma de Infância
Depressão e Trauma de Infância
02/04/2013

Enquanto a resposta da medicina convencional para dor crônica é a cirurgia, a resposta para a depressão contínua é muitas vezes psicoterapia e remédios .Mas esta condição pode ter, também raízes emocionais, que se originam em traumas da primeira infância , esquecidos e mantidos no subconsciente que eu acredito ser o corpo.

O Dr. Charles Nemeroff, psiquiatra da Universidade Emory em Atlanta, trabalhou com pacientes gravemente deprimidos e descobriu que dois terços deles haviam vivenciado fatores traumáticos na primeira infância .Os três principais provocadores de depressão eram: pais que se divorciaram antes da criança completar quinze anos de idade, pais que usavam droga e abuso sexual na infância.

O Dr. Nemeroff realizou uma experiência com estudantes de medicina para provar esse ponto.Os sujeitos preencheram um longo questionário para determinar quais, se fosse o caso, dessas três condições de abuso, na infância , existia para eles.O medico então tirou uma amostra de cortisol básico do sangue deles.O cortisol é um hormônio de estresse secretado  pelas glândulas adrenais.

Depois que foram tiradas as amostras de sangue , pediram aos sujeitos que se submetessem a uma palestra de 10 minutos , diante de três juízes de aspecto maldoso, uma tarefa altamente estressante para qualquer estudante de medicina.Em seguida estes estudantes realizassem rápidos cálculos matemáticos mentais.Previsivelmente , os níveis de cortisol subiram vertiginosamente, mas aquelas cuja informação biográfica mostrava um ou mais precedentes de depressão por trauma na primeira infância , tiveram os níveis mais altos de cortisol.

Esse estudo mostra que o trauma na primeira infância predispõe uma pessoa a depressão , fato corroborado pela bioquímica que produz um efeito duradouro.Se uma pessoa não tratar uma ferida grave, de um passado remoto, tem menos chances de de se recuperar de uma depressão e precisa de remédios para se tratar.

A relação trauma depressão é clara, mas as terapias convencionais para curar essa causa-raiz não incluem abordagens que acessem a mente subconsciente no corpo.Sabemos pela fisiologia do novo  paradigma que a memória emocional está armazenada no nível do receptor celular e é distribuída por todo o eu físico e não só no cérebro.

Além disso, como destacou o pesquisador e consultor de corpomente, David Lee, alguns traumas graves são armazenados nas partes antigas "reptilianas" do cérebro , onde se mediam comportamento estereotipados e repetitivos.Essas áreas sao a pré- fala e a pré- lógica e, portanto, precisam ser acessadas por meio de algum trabalho corporal.

(Texto retirado do livro : Conexão mente, corpo, espírito para o seu bem-estar,  Candance Pert, pág. 80, 81, 82)