Artigos

Crescimento e Proteção
Crescimento e Proteção
18/10/2013

A evolução nos trouxe diversos mecanismos de sobrevivência que podem ser divididos, grosso modo, em duas categorias: crescimento e proteção .Representam a base do comportamento que garante a vida dos organismos.Você pode não perceber, mas o crescimento é um fator vital para a sua sobrevivência mesmo que você seja adulto.Todos os dias, bilhões de células em seu corpo se desgastam e precisam ser substituídas .Por exemplo: todo o revestimento celular interno de seus intestinos é renovado a cada 72 horas.Para manter essa reposição constante de células o corpo depende de uma grande quantidade de energia diariamente .

Bem, a essa altura você não irá se surpreender se eu disser que descobri a verdadeira importância dos fatores de crescimento e proteção no laboratório onde estudei o corpo humano e seus bilhões de células.Quando estava estava colunando células endoteliais humanas, observei que elas se afastavam das toxinas que eu introduzia em seu ambiente, assim como as pessoas fogem dos leões e dos assaltantes.Notei, também que se moviam ou gravitavam em direção aos nutrientes, assim como nós buscamos café da manhã, jantar e amor.Esses dois movimentos opostos definem as duas reações celulares aos estímulos ambientais: a primeira é ir em direção a um sinal que promove a continuidade da vida- como os nutriente- e que caracteriza uma resposta de crescimento , e a segunda é mover-se em direção oposta a um sinal ameaçador- como toxinas- que caracteriza uma reação de proteção .Também  deve-se observar que alguns estímulos do ambiente são neutros e não geram reações de crescimento ou mesmo de proteção .

Minhas pesquisas em Stanford mostram que estes comportamentos de crescimento e proteção também são essenciais para a sobrevivência de organismos multicelulares como os seres humanos.Mas há um detalhe a ser mencionado sobre estes mecanismos opostos de sobrevivência que se desenvolvem há bilhões de anos: os dois não podem opererar simultaneamente, ou seja, as células não podem se mover ao mesmo tempo para frente e para trás.As células de vasos sangüíneos humanos que estudei apresentavam um tipo de anatomia microscópica para o fator nutrição e outro completamente  diferente para o fator proteção .Não podem utilizar os dois tipos de configuração simultaneamente ( Lipton et al.,1991).

Em uma reação similar à das células, os seres humanos também restringem seu comportamento de crescimento quando adotam o comportamento de proteção.Se você está fugindo de um leão, não há motivo para despender energia em crescimento .Para sobreviver (escapar do leão), você terá de reunir toda a sua energia para ativar mecanismos de luta ou de fuga.A redistribuição das reservas de energia para a reação de proteção invariavelmente resulta na redução do crescimento .

Além de desviar energia para a manutenção de tecidos e órgãos necessários para a reação de proteção, há mais de um motivo para que o processo de crescimento seja inibido.Este processo requer uma troca entre o organismo e o ambiente.Por exemplo: os alimentos são ingeridos e o que nao é utilizado pelo corpo é expelido.Portanto, a reação de proteção fecha o sistema para proteger o organismo de qualquer ameaça externa.

Inibir o crescimento também debilita o sistema, pois trata-se não apenas de um processo que consome, mas também que gera energia .Como consequência, situações que envolvam reações prolongadas de proteção inibem a produção de energia que mantém a vida.Quanto mais organismo permanece  nesse estado, mais comprometido se torna seu nível de energia .Na verdade, uma situação  que leve alguém a um " estado de terror" pode paralisar totalmente o processo de crescimento .

Por sorte não chegamos a esse ponto com tanta facilidade.Além disso, o processo de reação de crescimento e proteção nos organismos multicelulares é diferente  daquele das células individuais.Nem todos os nossos 50 trilhões de células têm de entrar em processo de crescimento ou proteção ao mesmo tempo.A proporção de células em cada um deles depende da ameaça  que o corpo capta.Podemos sobreviver algum tempo sob estresse, mas uma inibição crônica do crescimento de crescimento pode comprometer severamente nossa vitalidade.Também é importante dizer que vivenciar a vitalidade plena é mais que simplesmente eliminar os fatores de estresse.Na seqüência contínua de crescimento e proteção, eliminar os fatores de estresse somente nos coloca em um ponto neutro do processo .Para estar bem de verdade, precisamos não apenas eliminar os fatores como também vivenciar momentos intensos de alegria, amor e satisfação que estimulem nosso processo de crescimento.

(Fonte: A Biologia da Crença - Bruce H. Lipton , páginas 174, 175e 176)